terça-feira, 9 de outubro de 2012

atualidades para concursos e vestibular


Li no Campo Grande News

Números divulgados nesta quarta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que a população indígena de Mato Grosso do Sul cresceu 3,1% em 10 anos e há no Estado 73.295 pessoas que se declararam índia ao último Censo, realizado em 2010.

De acordo com os dados, enquanto no Brasil a população índia cresceu 1,1%, em Mato Grosso do Sul o crescimento foi maior, principalmente na área rural que foi de 3,4%. A urbana foi de 2,2%.

E quando o assunto é índio nas cidades, Campo Grande ocupa o sétimo lugar entre os municípios brasileiros: São 5.657. São Paulo está na primeira posição com 11.918 indígenas.

O Estado ocupa o segundo lugar em quantidade de índios no País, sendo eles 3,1% do total da população brasileira, perdendo apenas para o Amazonas, que tem 168.680. Já em relação ao total de moradores do território estadual, os índios representam 9%.

O município com maior número de índios do Estado é Amambai, que fica na região de fronteira com o Paraguai: são 7.225 índios. Dourados vem em seguida, com 6.830 e depois Miranda, com 6.475.

Em Japorã, também na fronteira com o Paraguai, 49,4% da população é indígena. Situação que coloca o município com maior número de índios em relação à população. Depois está Paranhos - 35,7% -; Tacuru - 35,6% - Miranda - 25,3% e Itaporã - 24%-.

Na área urbana, Antonio João lidera na quantidade de índios em relação aos não-índios: 8,4% da população urbana do município é indígena. Já na área rural Paranhos está em primeiro lugar: 71,9%.

Mais números relacionados à população indígena serão divulgados em julho deste ano. Todos foram apurados durante o Censo 2010.

Notícias do Mato Grosso do Sul [30/08/2012]

Novidade no blog!
Começo hoje uma experiência: publicar periodicamente uma seleção de notícias sobre o Mato Grosso do Sul. O objetivo é atender à demanda dos concurseiros que têm a Historia e a Geografia do Estado nos seus conteúdos programáticos.

Mato Grosso do Sul ocupa oitavo lugar no ranking de exportação de frango
Com 63 mil toneladas de carne de frango exportadas no período de janeiro a julho desse ano e uma receita de US$ 141 milhões de dólares, Mato Grosso do Sul mantém, a exemplo de 2011, a posição de oitavo lugar no ranking nacional de exportação de aves. No mesmo período do ano passado, o Estado embarcou 70 mil toneladas, o que gerou uma receita de US$ 180 milhões de dólares. Os números representam uma queda de 10% em relação ao volume e de 21% em relação ao valor negociado.

Comunidade Guarani Kaiowá em MS é novamente atacada a tiros | Agência Brasil
Carolina Gonçalves Repórter da Agência Brasil Brasília - Três meses depois da reunião entre representantes do governo federal e lideranças indígenas em busca de soluções para a pacificação da região sul de Mato Grosso do Sul, um grupo da comunidade ...
Para ler mais: http://noticias.br.msn.com/story.aspx?cp-documentid=253505981

Ladário, 234 anos: história, tradição e turismo de eventos
Ladário é apontado como um dos municípios de maior potencial para o desenvolvimento do turismo de eventos de Mato Grosso do Sul. Possui características únicas no País por ser uma cidade inteiramente cercada pelo Pantanal, o que lhe confere paisagens exuberantes, no meio da natureza, contemplada pelo clima tropical e muito sol e calor até mesmo nos meses de inverno. Por isso é conhecida como a cidade do sol, do céu azul, da natureza e do povo hospitaleiro e acolhedor.
Para ler mais: http://www.correiodecorumba.com.br/?s=noticia&id=6776%22

Com redução do IPI, número de famílias endividadas aumenta 6,5%
Cartão de crédito continua sendo o principal vilão das dívidas
O número de famílias endividadas em Campo Grande aumentou 6,5% em agosto. Desde junho, o aumento do índice chega a 28,4%. É o que revela a pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), divulgada hoje.

Justiça suspende licença para construir hidrelétricas no Pantanal
A decisão judicial suspendeu o andamento dos projetos de 126 usinas em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Os ambientalistas defendem a realização dos novos estudos.

MPF proíbe queimadas de cana no cone sul de Mato Grosso do Sul e cassa licenças
O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3)acatou os argumentos do Ministério Público Federal e reverteu decisão judicial que liberou a queima da palha da cana-de-açúcar na região sul de Mato Grosso do Sul. Agora, os produtores de 18 municípios da região de Dourados terão suspensas as licenças ambientais já concedidas.

Em MS, 15 mil estão sem condições de pagar dívidas
A euforia de financiamento de veículos é um dos fatores da dificuldade de pagamento das contas
Agosto fez jus à superstição e não foi um mês bom, pelo menos para o orçamento das famílias de Mato Grosso do Sul. O volume das que não têm condições de pagar suas dívidas cresceu 32,5% nos últimos 30 dias, saltando de 11.713 para 15.524, segundo pesquisa feita pela Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Força Nacional vai continuar atuando no sul de Mato Grosso
As tropas da Força Nacional vão continuar atuando no sul de Mato Grosso para evitar conflitos indígenas. A decisão foi do Governo Federal que determinou a manutenção da tropa na região da Aldeia Arroio Corá, próximo a Mato Grosso do Sul. A Força Nacional vai continuar mantém nos estados do Pará e da Bahia.

Atualidades: Japão - Energia nuclear após o tsunami

Japão - Energia nuclear após o tsunami

Depois de ter desligado todos os reatores nucleares após o tsunami, o Japão reinicia o uso de energia nuclear apesar dos protestos.
Fonte: http://www.oestadoms.com.br/flip/02-07-2012/p06b.pdf




Atualidades: Mercosul suspende Paraguai

A suspensão é temporária, até a eleição presidencial no Paraguai em 2013, e não inclui sanções econômicas que possam prejudicar a população paraguaia. Na mesma reunião, foi decidido o ingresso da Venezuela como membro de pleno direito, contrariando decisão negativa de ratificação do Congresso do Paraguai.

Notícia publicada em 30/06/2012 no jornal O Estado Mato Grosso do Sul.







Nenhum comentário:

Postar um comentário